O Contexto Web Mudou!!!

28 08 2010

por Maria Fernanda e Ricardo Palma

Boa noite a todos! Estamos aqui neste final de sábado para dizer que nós mudamos de endereço! Estamos com novo design, novos colaboradores e a qualidade de sempre! O novo site é o www.webcontexto.com.br. Passe por lá, leia nossos artigos e deixe seu comentário. Nos vemos lá! www.webcontexto.com.br

www.webcontexto.com.br


novo blog





Sua empresa está no Facebook? Quatro dicas sobre as Facebook Pages!

14 08 2010

Por Ricardo Palma

facebook pages

Com milhões de acessos diários e em plena expansão no Brasil, o Facebook é hoje a maior rede social do mundo. Um recurso muito interessante e útil que irei mostrar a vocês aqui são as Facebook Pages, as páginas do Facebook destinadas a empresas, organizações e pessoas famosas, um vez que um perfil comum de usuário suporta, no máximo, 5 mil amigos, limite inexistente nas Facebook Pages.

Tentarei passar a vocês um pouco da experiência que estou tendo com a página da empresa onde trabalho e um pouco do conhecimento que adquiri neste tempo. Como estamos em processo de planejamento das ações que iremos realizar através do Facebook, ainda falarei bastante sobre o assunto aqui no Blog e postarei também novidades que venham a surgir no uso da ferramenta.

1. Por que criar uma página e não um perfil?

Como dito anteriormente, um perfil no Facebook aceita no máximo 5 mil contatos e, como os leitores do Contexto Web são pessoas inteligentes e com perfil empreendedor, sabemos que o objetivo é ter muito mais que 5 mil fãs da nossa marca. Por esses e outros motivos, o Facebook criou as Pages, justamente para separar usuários comuns de perfis de empresas e celebridades. De fato, as Pages nos dão muito mais possibilidades que um perfil comum e não há limites para a criatividade dentro delas.

Outro fato importante de ser citado, é que as Pages, ao contrário dos perfis, não precisam de um login exclusivo para fazer o gerenciamento. É possível que o criador da página nomeie outros administradores para cuidar da página, onde esses administradores podem alterar conteúdos, relacionar-se com os fãs, entre outras coisas.

2. Como adiciono aplicações à minha página?

Quando estiver em sua página, vá em “Edit Page”, logo abaixo da imagem de sua empresa. Esta é a página de gerenciamento. Uma opção muito boa que o Facebook proporciona é escolher em qual ‘Aba’ os visitantes que ainda não são fãs de sua página verão assim que chegarem nela. Quando eu for explicar sobre o FBML (não se assuste), mostrarei como fazer para habilitar esta opção.

Para adicionar uma aplicação, desça até o fim da página e você logo verá o último item “More Applications”. Nesta página você terá acesso a todos os aplicativos do Facebook. Basta procurar pelo nome ou assunto do mesmo e adicioná-lo à página. Uma dica importante: depois de adicionar, vá até o ambiente de gerenciamento de sua página e veja se o aplicativo precisa ser ativado ou precisa de alguma configuração extra.

3. Use o RSS a seu favor: Linkando seu Blog e seu Twitter

Um recurso interessante de se fazer é adicionar o RSS de seu blog à página. Assim, sempre que você atualizar, ele irá aparecer na Timeline de seus fãs. Uma aplicação bastante funcional e com alguns recursos interessantes é o Networked Blogs. Também é interessante, caso você possua, conectar com o Twitter, para seus tweets também aparecerem na página. Mas atenção: se você atualiza o Twitter a cada 2 minutos, não é interessante linká-lo com o FB, pois seus fãs não irão gostar de ter suas timelines monopolizadas por sua empresa.

4. Insira conteúdo personalizado!

Lembra quando eu citei o FBML? Pois bem, o FBML é o HTML adaptado para o Facebook. Trata-se de uma aplicação como qualquer outra e sua função é criar abas, dentro de sua página, com conteúdo personalizado usando código HTML. Se você não entende de programação em HTML, sugiro que procure alguém para fazer a personalização pra você pois, do contrário, você estará perdendo uma ótima oportunidade de se comunicar e reter seus clientes. Quer um exemplo do uso do FBML? Dê uma olhada na página de boas vindas do Red Bull. Outro exemplo de uso do FBML é a página da Kombo Gestão de Talentos. Em ambos os casos, eles personalizaram a chamada “Landing Tab”, ou a “aba” que uma pessoa que ainda não é fã vê assim que acessa sua página. Para ativar a Landing Page, vá até ‘Edit Page’ e, na segunda opção (‘Wall Settings’), escolha qual aba você quer que seus “não-fãs” vejam assim que chegarem à sua página.

landing tab facebook pages

Aqui você escolhe qualquer aba!

Veja também, abaixo, uma apresentação da Hubspot com alguns cases de páginas no Facebook:

Você ainda pode promover sua página dentro do Facebook com ads, que são propagandas direcionadas dentro do próprio Facebook, porém essa parte será assunto para outro post…

Espero que tenham entendido, reuni essas informações de várias fonte e principalmente de meu aprendizado prático. Caso alguém precisa de ajuda ou não esteja familiarizado com termos como RSS, HTML ou outras estamos à disposição para ajudar. Consulte-nos.

@ricardopalma_

@contextoweb





Você usa #hashtags?

5 08 2010

por Ricardo Palma

hashtags

Uma das coisas que as pessoas mais estranham ao começar a usar o Twitter é aquele sustenido (#) seguido de uma palavra. No meu caso, quando criei minha conta no microblog, comecei a seguir diversas pessoas e, passeando um pouco pelo site, eu me deparei com diversos tweets do tipo “@fulano @ciclano @beltrano @RicardoPalma_ #FF”. Achei aquilo algo extremamente sem sentido porém resolvi descobrir como funcionava. Quando cliquei no #FF, fui direcionado para uma página que mostrava todos os tweets com o mesmo assunto, todos no mesmo estilo desse que tinha acabado de ver. Conforme fui usando e descobrindo o Twitter, fui me acostumando com as hashtags e com o funcionamento do Twitter. Outras hashtags interessantes e que sempre surge na timeline são o #nowplaying e o #musicmonday.

E qual a aplicação disso no ambiente empresarial?

As aplicações são várias e existem mil maneiras de utilizar as hashtags. Um bom exemplo do uso delas é o Twitter da Kombo (@vagaskombo), que utiliza a tag #emprego sempre depois de seus tweets. Quando um usuário digita ‘emprego’ no campo de pesquisa, fica bastante evidente nos resultados que os tweets da Kombo se tratam de vagas de emprego e não apenas uma palavra solta dentro dos 140 caracteres.

Um caso bastante interessante do uso das hashtags é o do Banco Itaú, que fez um hotsite em que havia um video com pessoas falando sobre uma empresa, um feed do Twitter que mostrava os tweets com a tag #QueEmpresaEEssa e um aviso de que a empresa seria revelada no dia 31 de julho de 2010 (doquevoceefeito.com.br). Muitas pessoas tentaram adivinhar qual era a empresa e isso se espalhou como viral. No dia em questão foi revelada a empresa (Itaú) e uma surpresa: a campanha era pra divulgar o programa de talentos da empresa. O Itaú, além de conseguir fazer uma comoção geral na rede social, ainda teve muito mais acessos no site de sua campanha do que teria nos modos tradicionais.

Para você que quer saber mais como funcionam as hashtags, #FikDik: hashtags.org. Lá, você pode pesquisar as hashtags existentes e ver um gráfico do uso delas nos últimos dias, além de conferir os últimos tweets em que as hashtags apareceram. Abaixo, um exemplo gráfico com a hashtag #FF:

#FF

@RicardoPalma_ #FF

Já era de se esperar que uma hashtag denominada “FollowFriday” tem seu pico de uso na sexta-feira não é? O que chama a atenção é que tem gente que usa em outros dias da semana…

Eu fico por aqui e, se tiverem alguma dúvida, podem perguntar nos comentários!





Foursquare e o marketing por geolocalização

18 07 2010

por Ricardo Palma

Com o aumento do número de usuários de smartphones, surgem diversas ferramentas que tentam explorar suas funcionalidades. Uma muito interessante é o Foursquare. Trata-se de uma rede social parecida com o Twitter, porém voltada para celulares e que o foco é a geolocalização, ou seja, o usuário, cada vez que acessa, faz o check-in e diz onde está no momento. Além disso, é possível dar a opinião sobre o lugar e ver a opinião de outras pessoas que fizeram o check-in naquele mesmo local.

Quanto mais check-ins uma pessoa faz, mais pontos ela ganha, e se o check-in for feito frequentemente em um mesmo local, essa pessoa pode se tornar o “prefeito” desse lugar. Algumas empresas, vendo no Foursquare uma enorme oportunidade de marketing, começou a premiar quem se torna “prefeito” do local. É o caso da Starbucks, nos Estados Unidos, que dá um desconto para quem se torna prefeito.

No Brasil, ainda há poucos usuários, porém, como aconteceu com diversas outras redes sociais, é questão de tempo até a ferramenta emplacar e vermos ótimos cases de empresas brasileiras que utilizaram o Foursquare para alguma ação.

Atualmente, pessoas que possuem iPhone, BlackBerry, Palm e celulares com o sistema operacional Android, podem fazer download de um aplicativo para utilizar o Foursquare. Usuários de Symbiam (como eu) e outros sistemas, podem acessar o endereço http://m.foursquare.com diretamente do navegador.

Neste site há alguns estudos de caso interessantes do uso do Foursquare por empresas em outros países e abaixo uma apresentação explica bem como funciona o Foursquare:

Obs.: Entre os dias 23 e 27 de Julho, eu e a Maria Fernanda estaremos em Paris Buenos Aires e pretendemos fazer um teste com o Foursquare, fazendo o máximo de check-ins possível. Faremos reviews de todos os lugares que ofereçam wi-fi e vamos ver se alguma empresa já faz alguma ação utilizando o Foursquare. Caso queira acompanhar, me adicione: foursquare.com/user/ricardopalma_. Também prometo postar aqui os resultados e manter vocês informados da expansão do Foursquare no Brasil.





Linkedin em números

15 07 2010

por Ricardo Palma

Depois de falarmos sobre dicas de monitoramento nas mídias sociais e notícias do meio, chegou a vez de detalharmos as principais redes sociais disponíveis hoje. Trata-se de apresentar para quem não as conhece e divulgar mais informações para quem já é fã. Começaremos através do infográfico publicado pelo Hubspot Blog sobre o Linkedin.

Linkedin – Características básicas

  • É uma rede de relacionamentos profissionais
  • Atrai discussões de alto nível e público-alvo bastante instruído
  • Tem 68 milhões de perfis e 2 milhões vem do Brasil
  • Todos as 500 maiores empresas do mundo segundo a Revista Fortune possuem executivos com perfis no Linkedin. Confira a notícia do blog Blog da ESPM





O gerenciador de redes sociais que todos deveriam usar

8 07 2010

por Ricardo Palma

Você ou sua empresa possui Twitter? Se tiver, você vai adorar conhecer o HootSuite. Com uma interface muito amigável e totalmente personalizável, o HootSuite é o aplicativo que faltava para gerenciar não só o Twitter mas diversas outras redes sociais, como o Facebook (Perfil pessoal e Facebook Pages), Linkedin, Foursquare, entre outros. Diversas empresas já aderiram ao HootSuite, tais como Los Angeles Times, Facebook e a própria Casa Branca, lar do presidente americano.

HootSuite

O HootSuite funciona no esquema de abas e painéis. Cada aba pode possuir até três painéis. No caso do Twitter, o meu HootSuite, por exemplo, possui 5 abas, pois faço o gerenciamento de duas contas e monitoro certas palavras chave que são do meu interesse. É possível também dar reply e retweet diretamente da interface do HootSuite. Enfim, é uma ferramenta que todos deveriam conhecer.

Aproveitando o espaço para vender meu peixe, deixar a dica para seguirem os autores do Contexto Web: